segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Delírios de uma noite



Hoje estou toda bichada, cheia de calos e de tudo que não presta, inclusive de mim! 
Sabe aqueles dias, em que algo dói na alma e vc n sabe o que é exatamente? Pois é, acho que estou nesses dias...
Ando confusa, às vezes até com nojo de mim, n sei se a palavra é mesmo nojo ou só raiva, ódio, sei lá... só sei que cada vez mais, gosto menos do que sou, do que me tornei...
Existem pessoas que se amam, que se idolatra e se adoram... eu nunca soube o que era isso...muito menos agora.
Estou em um momento de tristeza, confusão e tudo só me remete a um vazio sem explicação.
Fundo do poço talvez? Mas pq eu ainda enxergo ao redor? Ou será que esta todo mundo no fundo do poço ou eu simplesmente surtei?
Tantos problemas, ou será que existem mesmo problemas?
Ou talvez, nos somos e passamos a ser problema?
Amo a vida, mas quanto mais tento entendê-la é quando menos entendo...
Talvez fosse melhor viver sem pensar... de acordo com o que a brisa nos leva...sem fazer perguntas e muito menos esperar respostas.
Acho que viveríamos bem melhor...
Pensar no hj, no amanhã ou até mesmo no ontem dói, fere, machuca... ou simplesmente fica mais confuso do que já é...
Chego à conclusão, se é que chego à conclusão alguma, que pensar enlouquece...
A vida é tão mais simples e menos dolorosa quando se vive da rotina, é tudo tão comum, tão automático...
Não sei pq a gente gosta tanto de ser diferente, de complicar tudo que já é complicado demais...
Agora dei até pra sentir algo que nem sei o que é...
Só sei que é triste, uma sensação de vazio... mas de que? De quem?
Vai entender...
Só sei que eu sinto e isso não é legal.
E fica tudo pelo sentir e não sentir, dito e não dito e entende quem quiser...
Vou-me, pq isso já ficou confuso demais, até pra mim.
Quem quiser que me decifre, pq isso eu já não posso mais...