quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Carta aberta a um coração vazio...



Hoje, literalmente você saiu da minha vida.
Só agora me dei conta do quanto ficou vazio...
Te amei tanto, mas não soube administrar o caos do meu eu.
E o que eu mais temia, aconteceu...
Te machuquei com um ato tão insignificante que até agora ainda não acredito.
Mas, apesar de tanto sofrimento, acho que toda tragédia tem aprendizado... e eu aprendi bastante, bem como estou ainda refletindo todos os percalços que me assolam.
Mas, queria te agradecer por tudo, por ter feito parte da minha vida e ter feito toda a diferença...
Pelo amor recebido incondicionalmente...
Pelos carinhos, cuidados, pelas paciências adquiridas a cada dia.
Pena, que não pude fazer por vc nem um terço do que vc foi capaz de fazer pra mim.
Hoje eu sofro, sofro muito com o vazio que vc deixou, mas sei que estou colhendo as consequências dos meus atos.
Sei que não errei sozinha, apesar do desfecho trágico ter sido culpa EXCLUSIVAMENTE MINHA.
Mas uma vez vou apelar pra O TEMPO, ele sempre cura as feridas, sarar não sara, mas AMENIZA... e espero que sinceramente ele seja capaz de te fazer me perdoar.
Não te peço muito, mas não some da minha vida. Deixa-me cuidar de vc, mesmo que seja à distância.
AMIZADE é mais forte do que qualquer ódio irracional ou amor ferido.
E eu tenho certeza que enquanto durar o símbolo do nosso amor, do qual nos representa – FEIO, acredito que ainda existirá AMOR e LEMBRANÇAS, espero que boas.
Me desculpa por ter falhado tanto, por não ter tido a coragem necessária para abrir o jogo. Mas, não é fácil dizer a quem a gente ama que talvez o nosso amor não seja o suficiente para manter nossa relação.
Me perdoa por não ter comprido a minhas palavras e promessas...
Me perdoa por ter feito parte da tua vida e te fazer sofrer tanto.
Saiba, que de todas as pessoas que fizeram parte da minha vida, você foi à única que fez a diferença e me fez acreditar que viveria com você pelo resto da minha vida.
Como te falei, VOCÊ É A PESSOA CERTA e eu pequei por QUERER FAZER DAR CERTO A TODO CUSTO, mesmo que esse custo tenha tido um alto preço.
Você sabe como e onde me encontrar e estarei sempre a sua disposição pra QUALQUER COISA.
Vou respeitar seu tempo de dor e desapego, mas não vou sumir da sua vida, apenas vou deixar você respirar...
Estou tentando ser forte e pensar com a razão, mas te ver partindo ME DESABA...
Estou sofrendo muito, dói e como dói saber que te perdi.
Espero me recuperar e espero mais uma vez não me isolar do amor.
Enfim, agradeço INFINITAMENTE pelo seu amor e tanta dedicação. Você sempre fará parte da minha vida, queira ou não queira.
E NADA nem NINGUÉM apagará nosso AMOR e nossas LEMBRANÇAS.
TE AMAREI PARA SEMPRE!!!

P.S. Essa música me faz lembrar de você!!!

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Como pode um erro acabar com todo um futuro?


Perdida em pensamentos e sem saber em que caminho seguir...
Ela se deixou levar pelas emoções, ignorando todas as consequências dos seus atos, preferiu não pensar...
E não é de se esperar que fizesse merda...
Poderia ter sido honesta, primeiramente com si, e depois com quem amava, mas o medo a impediu de fazer o certo.
Preferiu esquecer ou simplesmente fingir que nada aconteceu...
Pra que? Mentira, omissões, um dia vem à tona, seja cedo ou tarde... e a dela caiu no mesmo dia.
Arrasada, perdida, ficou sem reação... parecia que estava vivendo em um pesadelo...a ficha não tinha caído ainda.
De repente se viu em uma situação onde todo o teto desabasse em cima da sua cabeça...
Queria acreditar que tudo aquilo era irreal, apesar de na sua concepção o ser...
Viu-se perdida, sem perspectiva de vida, de futuro...
E passou a se perguntar: como pode um erro acabar com todo um futuro?
É, tem coisas, atos e fatos, que depois de feitos não dar pra ser desfeito muito menos fingir que nada aconteceu...
E ela já não sabia o que fazer da vida...
Preferiu parar de pensar...
Preferiu que o tempo tomasse de conta e por si só houvesse de trilhar seu próprio caminho...
E assim ela o fez... com a esperança que o tempo curasse tudo, até os erros imperdoáveis.

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Em verdade, nunca sabemos realmente o que queremos!!!



Engraçado, como o melhor lugar do mundo é sempre a sua casa, principalmente quando você passa o ano todo longe dela. Poucos dias para partir novamente para as obrigações, e já sinto um aperto no coração, uma angustia sufocante, como se estivesse de deixar uma parte de mim para trás, parte essa que estar representada na minha mãe que é totalmente dependente dos filhos, bem como no lugar em que consiste o meu “lar”.
O que nós, pessoas da “modernidade” temos que abrir mão em nome do “futuro” do qual nem temos a certeza se vai valer a pena, simplesmente temos que arriscar tudo e ter esperança que esse futuro seja melhor e próspero em relação ao presente.
São tantas barreiras que quem vive longe de casa, da família tem que enfrentar, uma delas é a solidão. A falta de um lugar só seu, da comidinha na hora certa da mãe, dos cuidados nas suas roupas, da companhia simplesmente.
Sinto muito a falta de casa, e só percebo isso quando estiver perto de voltar a minha realidade conflitante e perversa. Sempre tive como sonho, desde a infância, ser independente e fico me perguntando qual o preço que a gente paga por isso.
Às vezes tenho tantas saudades da minha infância onde tinha a presença constante do meu pai, a pessoa que acredito foi quem mais amei, da minha avó que era o meu braço direito e esquerdo, minha consciência e fortaleza, da minha mãe que apesar de nunca ter sabido me dar carinho, mas sabia cuidar, mesmo que com seu jeito difícil de ser. Sei que aqueles tempos não voltam, e parece até que foram em outras vidas, de tão distante que estar.
Não gosto muito de pensar na minha vida, principalmente em forma de ordem cronológica. Hoje vejo o quanto me sinto só... em nome de uma independência, o ser humano as vezes se isola do mundo e prefere não pensar para evitar as consequências de sua escolha.
Sei que daqui a exatamente 4 dias estarei partindo rumo a minha vida cheia de compromissos e obrigações, e cercadas de amigos/ irmãos dos quais os faço e tenho como família. E vou, com a certeza que demorarei bastante a voltar pra casa, casa essa que se representa na figura da minha mãe. É duro, principalmente saber que alguém que você ama tanto ficará sozinha e totalmente desprotegida como a minha mãe, poço de insegurança e medo.
Mas, se o destino nos convoca quem somos nós para dar as costas? Vou-me, pelo menos com a certeza que um dia voltarei, seja daqui a seis meses ou mesmo daqui a um ano, isso só o tempo dirá. Sei que sentirei saudades, uma saudade aliviada!!!

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

O Som do Coração - O hoje é agora!!!




Ao som de Adele viajo nos pensamentos, ou melhor, me perco...
Descrever o que sinto ao ouvir essa diva cantar não há palavras que possam expressar...
Só posso dizer que ela canta com o coração e é isso o que faz qualquer música (claro, desde que se tenha conteúdo) ser linda...
É perfeito poder ouvir uma música com o coração de quem a canta...
O sentimento que isso perpassa na gente é inquestionável.
Escuto Adele e lembro-me dos momentos tristes da minha vida, períodos difíceis e pra lah de superados com uma pontada de incertezas, do que simplesmente poderia ter sido e não foi...
Tantos momentos dos quais precisamos fazer escolhas das quais podemos nos arrepender para sempre, muitas delas, pra não dizer todas, são decisões, caminhos sem volta, e nem sequer podemos parar e pensar... funciona como uma roleta russa, ou o simples apelar para a sorte e rezar pra que der tudo certo...se não der, ser mais uma entre tantas decisões que simplesmente nunca saberemos como poderia ter sido...assim é a vida.
Mas, pior do que qualquer decisão  ou escolha ruim é simplesmente deixar de fazer. Se arrepender do que não fez é muito pior do que fazer algo e quebrar a cara... Não saber como poderia ter sido é uma sensação de impotência, de frustração, de angustia para o resto da vida...
Nunca deixe de fazer o que tem vontade por nada na vida, pois você poderá se arrepender pelo resto da sua vida e talvez você nunca mais tenha a oportunidade de fazer ou voltar atrás...
O tempo apesar de ser relativo é algo que não volta...
Você deve estar se perguntando o que Adele tem a ver com isso, neh? E posso te dizer que diretamente nada, mas suas músicas são demonstrações de um amor ferido e frustrante, porém vivido. Viva hoje, porque amanhã poderá ser tarde demais.

Feliz Ano Novo!!



Ano novo chegou, é, finalmente 2012 chegou!!!
Não esqueci de desejar felicidades pra vcs meu leitores, também não vou mentir dizendo que foi falta de tempo...é só que não estava com cabeça pra escrever.
Mas já que agora me propus a isso, lá vai...
Gente, mais um ano estamos aqui, confesso que 2011 esse blog andou bastante fraco, pra não dizer que praticamente se arrastando...reflexo de uma vida quieta e sem grandes emoções...
Acho que só funciono na dor...não tenho muitas inspirações pra escrever quando minha vida anda boa, e isso é um problema pra quem gosta de ler o que eu escrevo. Rsrs
Devo admitir que tenho meu lado emo e gosto as vezes de sofrer...sei lah, é bom de vez enquanto, trás inspirações, nos faz acreditar que estamos vivos...
Mas já que os bons tempos resolveram permanecer na minha vida, não vou reclamar...sossego também é bom e eu também adoro.
Então é isso...
Gostaria de desejar a vocês um FELIZ ANO NOVO.
Pra quem teve um 2011 conturbado que este novo ano possa lhe recompensar, trazendo bons fluídos, energias e vibrações positivas e que claro, nossas ações possam favorecer nossas vidas para que as consequências dos nossos atos reflitam exatamente aquilo que buscamos. Para aquelas(es) que tiveram um 2011 cheio de boas noticias, que 2012 continue cheio de bons fluídos e boas notícias, pq nossas atitudes reflete em muito as nossas vidas. No mais é isso, desejo a vcs tudo de bom, e que a vida se mostre do jeito que assim nós esperamos...para bons fluídos emane energias positivas, boas ações, atitudes sinceras, companheirismo, generosidades, amizades, sorrisos, abraços que a  a vida há de te proporcionar flores...não adianta atirar pedras e esperar recolher pétalas , já dizia o ditado: colhemos aquilo que plantamos, sábias palavras por sinal. Fica a dica =P. Bjus e fui...